Investido e dívidas, como isso impacta o seu bolso

Por mais contraditório que isso possa parecer, dinheiro investido e dívidas partilham princípios parecidos. Eles têm uma lógicas semelhante de funcionamento, embora isso ocorra em sentidos opostos,

Pensando nisso, preparamos o intuito de demonstrar o que distingue, além do positivo e do negativo, dever R$ 10 mil de ter essa mesma quantia investida em algo. Para saber mais sobre o assunto, obter informações relevantes e melhorar seu controle financeiro pessoal, continue lendo o texto!

Dinheiro investido e dívidas: o que os une?

A princípio, você precisa compreender que uma dívida de R$ 10.000 pode ser classificada como “cara” ou “barata”, dependendo da taxa de juros mensais. Curiosamente, mesmo tendo esse valor, ela pode ser mais cara do que um débito de R$ 15 mil, por exemplo.

Por isso, ao renegociar um montante, o ideal é buscar por uma linha de crédito que ofereça melhores condições de pagamentos. O Banco Central disponibiliza uma listagem com taxas de juros para as principais modalidades de crédito (cheque especial, cartão, crédito pessoal, financiamento automotivo, compra de bens e afins).etc.

Curiosamente, quando você investe em algo, são taxas que funcionam de forma parecida, os famosos juros compostos,que fazem o seu dinheiro render.

Investido e dívidas, o que os separa?

A principal distinção entre dinheiro investido e dívidas está no valor dessa taxa, que pode ser mensal ou anual. Desse modo, uma dívida cara de R$ 10 mil gerará gastos superiores ao rendimento obtido pelas melhores formas de investimento do mesmo valor.,

Isso acontece porque uma operadora de cartão de crédito cobra 10% ao mês, ao passo que a poupança rende menos de 0,6% no mesmo período. São exemplos, é claro, mas mesmo os ativos no Tesouro Direto, que têm baixo risco e podem render bem, dificilmente serão maiores

Para que você tenha uma ideia mais precisa disso, uma dívida de R$10.000 no cartão de crédito, caso não seja paga e tenha essa taxa, se tornaria R$ 100 mil em pouco mais de dois anos.,

Por outro lado, o mesmo dinheiro investido no Tesouro, à taxa ilustrativa de 2% ao mês, levaria algo em torno de 10 anos para chegar nos mesmos R$ 100.000.,

Ou seja, pensando no controle e gerenciamento financeiro e considerando a dinâmica entre dinheiro investido e dívidas, é melhor quitar seus débitos e começar a investir logo depois.,

Dinheiro investidocomo melhorar essa relação?

Primeiramente, é sempre preciso pensar na redução de suas despesas mensais. Corte aquilo que for dispensável e tente sempre gastar menos do que você ganha. Aos poucos, será possível economizar e saber investir.

Procure sempre por gerenciadores de investimentos e trace metas plausíveis para cumprir em poucos meses ou anos. A ideia é que você, em breve, tenha uma renda extra bem considerável, fazendo o seu dinheiro trabalhar por você, e não o contrário. etc.

Para ser um investidor ter um bom sucesso, é de grande importância conhecer a relação entre dinheiro investido e dívidas. Desse modo, você encontrará a inspiração necessária para viver com mais conforto e tranquilidade de vida.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *